domingo, 31 de dezembro de 2017

Gyudon (receita japonesa)

Adoro a comida japonesa!
E hoje trago-vos um dos meus pratos preferidos: Gyudon. É uma receita de carne de vaca refogada com um molho agri-doce japonês e muito fácil de fazer. É um prato muito popular no Japão, onde existem cadeias de fastfood só com este prato!
Encontro os ingredientes nas lojas asiáticas em Montréal.
Indico nesta receita o método para preparar arroz japonês numa panela normal.
No entanto, uso agora uma panela elétrica de arroz que é super prática e muito mais simples.


- 200g de carne de vaca cortada em fatias muito fininhas (encontro pacotes desta carne na loja asiática)
- metade de uma cebola
- meia colher de sobremesa de dashi 
- 200ml de água
- 2 colheres de sopa de saké
- 1,5 colher de sopa de açúcar
- 2 colheres de sopa de mirin
- 3 colheres de sopa de molho de soja japonês

Num wok ou numa frigideira, coloque a água, o saké e o dashi. Misture e leve ao lume até levantar fervura. Assim que começar a ferver, adicione a cebola cortada em rodelas fininhas.
Deixe cozer a cebola durante aproximadamente 5-7 minutos, e vá retirando a espuma que se vai formando.
Junte a carne, misture bem, deixe cozinhar durante 1 minuto, e adicione o mirin e o açúcar.
Misture e deixe cozer durante 3 minutos a lume brando/médio.
Junte agora o molho de soja, misture bem e deixe cozer a lume brando durante 10-15 minutos até o molho reduzir de metade.
Sirva numa tigela com arroz.

Para preparar o arroz: 
- 400g de arroz japonês
- 400ml de água

Se não tiver uma máquina elétrica de arroz, pode utilisar este método para preparar o arroz japonês:

Lave o arroz 4 vezes com água fria e escorra depois de cada lavagem. É importante misturar o arroz com os dedos durante cada lavagem para retirar o amido do arroz. A cada lavagem, a água vai sendo cada vez mais translúcida.
Para visualizar melhor este método, aqui está um video que me ajudou a aprender a preparar o arroz japonês: https://www.youtube.com/watch?v=eag0OlAxOOQ
Depois de ter lavado o arroz, coloque-o numa panela (de preferência uma que tenha uma tampa transparente) e cubra com a água (400ml para 400g de arroz).
Tape a panela e leve ao lume até levantar fervura. O ideal é nunca destapar a panela.
A partir do momento em que levantou fervura, deixe cozer durante 2 minutos. 
Baixe o lume (o mais brando possivel) e deixe cozer durante 10 minutos.
Desligue o lume, retire a panela do lume, e deixe reposar durante 10 minutos, sem nunca destapar a panela.
Assim que os 10 minutos de reposo acabarem, destape a panela e vire o arroz cuidadosamente com uma colher.
Está pronto a servir! :)





quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Dwaeji Bulgogi (Receita coreana: carne de porco marinada)

Como já sabem, cá em casa somos grandes apreciadores de receitas asiáticas.

Hoje trago-vos uma receita coreana que apreciamos bastante. Ainda por cima, é super fácil de fazer e encontramos os ingredientes nas lojas asiáticas.

Encontrei a receita aqui: https://www.spicetheplate.com/amp/pork/korean-style-pan-fried-pork-belly/

Acompanhei com arroz japonês e com kimchi (couve fermentada em molho picante), também uma receita coreana mas compro já feito.




- 450g de entremeada
- 1/2 colher de sobremesa de alho picado
- 1/2 colher de sobremesa de gemgibre picado
- 1 colher de sopa de molho de soja japonês
- 1 colher de sopa de massa de pimentão coreana
- 1 colher de sopa de óleo de sésamo
- 1 colher de sopa de mirin (ou de mel)
- 1 colher de sopa de sementes de sésamo (opcional)

Corte a entremeada em pequenos pedaços. 
Misture os outros ingredientes num grande recipiente para formar a marinada. Ideia do meu marido: triturar a marinada para obter um creme que vai aderir melhor à carne.
Junte a carne, misture bem e deixe marinar durante 20 minutos.
Durante esse tempo, prepare o arroz japonês. 
Frite agora a carne numa grande frigideira (sem juntar gorduras visto que a marinada já contém óleo) durante aproximadamente 10 minutos, virando a carne regularmente para dorar de todos os lados.
Sirva numa tigela em cima do arroz.

Rolinhos de feijão verde (e amarelo) com bacon

Hoje trago uma receita super fácil mas deliciosa e reconfortante durante estes dias de Inverno.

Congelámos os legumes da nossa horta deste Verão, como por exemplo, o feijão verde e amarelo, e agora aproveitamos para consumi-los durante o Inverno.

Esta é uma das nossas receitas preferidas para o feijão verde.

Fácil de realizar e mesmo deliciosa!



- fatias de bacon (tinha 10 no frigorifico)
- feijão verde e amarelo (mais ou menos 70)


Coza os feijões em água salgada durante 7 minutos.
Escorra e passe por água fria.

Faça molhinhos de 6/7 feijões e enrole com uma fatia de bacon.

Frite os molhinhos numa frigideira (sem adicionar gordura) até ficarem bem doradinhos. Vá virando para dorar de cada lado.

E já está :)

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Rolinhos de carne com cogumelos Enoki

Como já devem ter notado, sou fã incondicional da cozinha japonesa e tento regularmente reproduzir as minhas receitas preferidas.

Já é a 2a vez que faço esta receita e fica sempre deliciosa. É muito fácil de fazer, o único inconveniente é que a carne tem que marinar durante 1 hora.

Em acompanhamento, servi Kimchi, que é um prato coreano de couve fermenta com molho picante. Algo que poderia comer todos os dias!! :)

Encontrei a receita aqui: https://www.theblackpeppercorn.com/2011/10/sliced-beef-with-enoki-mushrooms-japanese-style/



- 200g de carne de vaca fininha cortada em fatias (encontra-se nas lojas asiáticas)
- 1 pacote (250g) de cogumelos Enoki 
- 120ml de molho de soja japonês
- 120ml de sake
- 45g de açúcar mascavado
- 2 colheres de sobremesa de gengibre picado
- 3 dentes de alho picados

Num grande recipiente, misture bem o molho de soja, o sake e o açucar (até o açúcar se dissolver).
Adicione o gengibre e os alhos.
Junte a carne e deixe marinar durante pelo menos 1 hora.
Escalde os cogumelos em água a ferver durante 15 minutos (assim que meter os cogumelos, desligue o lume).
Escorra os cogumelos e reserve.
Retire a carne da marinada.
Estenda cada fatia de carne e forme rolinhos recheados com os cogumelos.
Para guardar uma aparência mais atraente, tente deixar os chapéus dos cogumelos fora dos rolos. 
Frite os rolinhos durante 2 minutos de cada lado numa frigideira antiaderente sem adicionar gordura.
E já está pronto! :)

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Raclette improvisada

Cada ano, antes que o Inverno se instale, temos o hábito de arrumar o congelador e verificar se há alimentos que já foram esquecidos.

Foi assim que encontrámos um saquinho com fatias de queijo para raclette e que decidimos combinar com batata cozida, feijão verde da nossa horta deste Verão e um pouco de bacon.

Calhou bem porque hoje tivemos um dia bastante frio e soube-nos mesmo bem este prato reconfortante.


- 4 batatas pequenas/médias
- 100g de bacon
- 200g de feijão verde
- 2 salsichas
- 10 fatias de queijo 
- 1 dente de alho
- sal e pimenta
- azeite

Coza as batatas cortadas aos cubos juntamente com o feijão verde durante 7 minutos.
Escorra e reserve.
Numa grande frigideira, frite ligeiramente o bacon aos pedacinhos, as salsichas e o alho picado num ligeiro fio de azeite e junte de seguida as batatas e o feijão verde.
Tempere com pimenta (verifique o sal - quanto a mim, não adicionei).
Deixe fritar mais alguns minutos, mexendo de vez em quando, até as batatas e o bacon estarem bem dorados.
Diminua o lume e cubra com as fatias de queijo.
Assim que o queijo começar a derreter, apague o lume e deixe derreter completamente.
Sirva imediatamente.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Beringelas e courgettes recheadas no forno

Como já tinha explicado num artigo anterior, procuro novas receitas em função dos ingredientes que tenho em casa e não o contrário.

Esta semana comprei beringelas e courgettes que estavam em promoção e procurei uma receita diferente visto que, de costume, quando compro estes dois legumes, compro também pimentos e tomates para fazer ratatouille.

Depois de andar a inspirar-me na internet e nas redes sociais, decidi fazê-las no forno, recheadas com salsichas frescas. Pode adaptar a receita e usar carne picada em vez das salsichas ou até substituir a carne por outros legumes (cogumelos, tomates, pimentos, etc) para fazer uma receita vegatariana.


- 1 beringela
- 2 courgettes
- 4 salsichas frescas (que pode substituir por carne picada ou por outros legumes como cogumelos, tomates, etc.)
- 2 chalotas (ou 1 cebola)
- 2 dentes de alho
- sal e pimenta
- azeite
- queijo ralado

Corte a beringela e as courgettes ao meio, no sentido do cumprimento. Retire o recheio com uma colher, corte em pequenos cubos e reserve.

Retire também o recheio das salsichas frescas e reserve.

Pique a chalota e o alho e refogue-os num fio de azeite juntamente com o recheio dos legumes que recuperou.

Adicione agora a carne (recheio das salsichas ou a carne picada), envolva bem, tempere com sal e pimenta, se necessário, e deixe refogar a lume forte durante aproximadamente 5-7 minutos.

Préaqueça o forno a 200°C (400°F).

Coloque a beringela e as courgettes num grande tabuleiro, tempere com um pouco sal e regue com um fio de azeite.

Deposite o recheio de carne dentro dos legumes e polvilhe com queijo ralado.
Leve ao forno durante 25 minutos.


terça-feira, 31 de outubro de 2017

Salmão teriyaki

Gosto muito da cozinha japonesa e tento reproduzir em casa os meus pratos preferidos. A dificuldade é sempre de encontrar os ingredientes necessários mas aqui em Montréal temos a sorte de ter várias lojas/supermercados asiáticos onde encontramos práticamente todos os ingredientes japoneses, chineses, tailândeses, etc... Gosto muito de ir a essas lojas, só de lá estar já é uma viagem exótica ;)

Uma das receitas que mais aprecio da cozinha japonesa é o molho teriyaki. E a minha maneira preferida de utilizá-lo é com salmão. Para mim, o gosto agridoce do molho combina-se perfeitamente com o gosto do salmão.

Outra avantagem enorme desta receita é que é mesmo super rápida de realizar! em 10/15 minutos já está pronta! Se decidir acompanhar com arroz, essa é a parte mais demorada. Com respeito ao arroz, vou publicar brevemente um artigo sobre a maneira correcta de fazer arroz japonês com uma panela normal mas decidi comprar uma máquina de cozer arroz (da marca asiática Tiger) e estou muito satisfeita porque é muito mais simples e não precisamos nem de contar o tempo de cozedura nem de vigiar constantemente o arroz. Vou mostrar-vos a máquina no artigo sobre o arroz.

Aqui vai então a receita do salmão (que se não tiver tempo de acompanhar com arroz, pode acompanhar com legumes salteados no wok ou com noodles japonesas que são rápidas de fazer):



- 2 postas de salmão sem pele
- 2 c. de sopa de saké
- 2 c. de sopa de molho de soja japonês
- 2 c. de sopa de molho mirin
- 1/2 c. de sopa de açúcar

Aqui vai uma foto dos ingredientes japoneses (neste dia cortei o salmão em cubos - neste caso o salmão frita-se apenas durante 2 minutos antes de adicionar o molho)


Misture bem todos os ingredientes liquidos para preparar o molho.
Frite o salmão numa frigideira antiaderente com um ligeiro fio de azeite durante aproximadamente 3/4 minutos de cada lado.
Junte o molho, diminua o lume para lume médio e deixe cozinhar durante aproximadamente 10 minutos (5 minutos de cada lado) para que o molho reduza.
E já está pronto! ;)

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Vitela assada no forno com mostarda e cogumelos

Aqui no Québec o Outono já está bem instalado! Ontem foi um dia de chuva e deu-me logo vontade de fazer um prato reconfortante no forno.
Cada vez que vou ao talho, costumo comprar várias porções de carne de vaca ou de vitela para assar (carne da pá) que congelo imediatamente e que vou tirando quando quero fazer pratos assados no forno como foi o caso ontem.

Encontrei uma nova receita aqui (em francês): http://missdiane.canalblog.com/archives/2013/11/10/28404035.html#c73119510
e ficou mesmo deliciosa!




- 1,5kg de carne de vaca ou de vitela (da pá)
- 2 chalotas (ou 2 cebolas pequenas)
- 3 dentes de alho
- 300g de cogumelos frescos
- azeite
- 1 colher de sopa de manteiga
- 2 colheres de sopa de mostarda de Dijon
- 125ml de vinho branco (ou de água)
- 250ml de caldo de carne
- 1 colher de sobremesa de tomilho seco
- sal e pimenta

Aqueça o azeite e a manteiga numa panela em ferro fundido (ideal para esta receita porque pode ir ao forno mas caso não tenha, pode utilisar uma panela normal para as duas primeiras etapas e depois transferir os ingredientes num tabuleiro de forno, coberto com papel de aluminio).

Frite a carne 5 minutos de cada lado. Retire a carne e reserve.

Préaqueça o forno a 180°C (350°F).

Na mesma panela (e na gordura que sobrou), junte as chalotas e o alho picados juntamente com os cogumelos e refogue durante alguns minutos. Tempere com sal e pimenta.

Adicione o vinho branco (ou água), o caldo de carne, a mostarda e o tomilho, mexendo bem.

Volte a meter a carne dentro da panela (ou transfira para um tabuleiro de forno caso não tenha uma panela em ferro fundido), cubra e leve ao forno durante 1h30.

Deixe repousar durante 5-10 minutos antes de servir.



quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Favas com entrecosto e chouriço

Hoje apresento-vos um dos meus pratos favoritos da gastronomia portuguesa!
Mesmo morando longe de Portugal há vários anos, continuo a cozinhar pratos portugueses e tenho sempre encontrado mercearias portuguesas para comprar os ingredientes necessários, como por exemplo, o nosso famoso chouriço!
Adoro esta receita porque é fácil, deliciosa e mantém-se bem vários dias no frigorifico ou até se pode congelar. Ideal para o planeamento dos jantares durante a semana!
Como a maioria das familias, esta é uma receita que me foi transmitida pela minha mãe e avó e é com muito gosto que a partilho convosco :)

Como podem ver na foto, utilizei a minha nova panela em ferro fundido e noto que os pratos deste tipo ficam muito mais apurados visto que guarda o vapor que se vai liberando e as carnes ficam mais tenras e menos secas. Foi a melhor compra que fiz este ano, estou muito satisfeita! Comprei a marca francesa Staub e escolhi uma panela suficientemente grande para um frango inteiro.



- 750g de favas
- entrecosto (pûs aproximadamente 700g-1kg)
- 1 chouriço corrente
- 1 cebola média
- 1 dente de allho
- 1 folha de louro
- 2 chávenas bem cheias de polpa de tomate
- água ou vinho tinto
- sal e piment
- fio de azeite

Corte o chouriço em rodelas e separe o entrecosto em pedaços. Tempere o entrecosto com sal e pimenta (atenção: o chouriço já é bastante salgado, ponha menos sal que de costume).
Pique a cebola e o alho e refogue-os num generoso fio de azeite. Junte rápidamente o chouriço e deixe refogar durante alguns minutos, mexendo de vez em quando. Junte de seguida o entrecosto e dore a carne de todos os lados.
Adicione a polpa de tomate e um pouco de água e/ou de vinho tinto para diluir e obter a consistência desejada para o molho.
Junte as favas e a folha de louro, mexa tudo muito bem e cubra a panela.
Deixe cozer a lume brando durante 45 minutos (para mim 30 minutos foram suficientes devido à panela que usei).
 Deixe reposar pelo menos 5 minutos antes de servir.
Gosto de acompanhar este prato com arroz mas nem é necessário :)


quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Panquecas saudáveis de mirtilhos

Tinha em casa mirtilhos que já estavam a ficar moles e andava com vontade de panquecas.
Juntei o útil ao agradável e decidi procurar uma receita de panquecas saudáveis para o pequeno-almoço.
Encontrei-a aqui:
http://www.troisfoisparjour.com/fr/recettes/brunchs-petits-dejeuners/pancakes-a-l-avoine-au-yogourt
Dividi as quantidades para fazer apenas metade da receita.
Ficaram deliciosas!

- 60g de farinha de aveia (que pode fazer simplesmente moendo flocos de aveia até ficarem com a consistência de farinha)
- 1 colher de sopa de manteiga (ou outra gordura mais saudável)
- 1 ovo
- 1 iogurte (+ou- 100g) usei iogurte de mirtilhos
- mirtilhos frescos 
- 1 colher de chá de bicarbonato de sódio ou de fermento em pó

Misture tudo muito bem até obter uma massa homogénea.
Aqueça uma frigideira antiaderente e deposite uma colher de sopa de massa para formar uma panqueca. Espere alguns segundos e vire a panqueca. Retire daí a alguns segundos. Cozem muito rápidamente.
Vá repetindo a operação até acabar a massa.
Sirva com mel, xarope de ácer, de agave ou outro, segundo a sua preferência.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Escalopes de vitela panados

Quem gosta de panados caseiros? Aqui por casa não é algo que costumo fazer regularmente mas quando nos apetece, faço com prazer.

Desta vez, fizemos escalopes de vitela panados e ficaram muito saborosos.

Mais uma receita fácil e rápida para os jantares da semana ;)


- 4 filetes de vitela fininhos

- 2 ovos batidos

- 3 colheres de sopa de farinha

- 3 colheres de sopa de pão ralado

- sal, pimenta

- rodelas de limão

- óleo

Comece por temperar os escalopes com sal e pimenta.

Prepare um prato de sopa com os ovos batidos, outro com a farinha e um terceiro com o pão ralado.

Prepare uma grande frigideira com um bom fio de óleo (suficiente para fritar os escalopes sem que estejam completamente mergulhados no óleo).

Passe os escalopes primeiro pela farinha, sacudindo o excedente, depois pelo ovo e termine com o pão ralado.

Repita a operação dos dois lados para cada escalope.

Aqueça o óleo e frite os escalopes apenas 2 minutos de cada lado.

Reserve num prato com papel de cozinha paraa absorver o excesso de gordura.

Sirva com rodelas de limão e acompanhe com salada.


domingo, 30 de abril de 2017

Caril de grão com espinafres

Já há algum tempo que andava com vontade de experimentar este prato, que tenho visto várias vezes na Internet.
Não segui nenhuma receita, fiz a receita segundo a minha intuição e fiquei muito satisfeita do resultado: um prato vegetariano, delicioso e bem cremoso. Algumas pessoas usam leite de coco mas como não tinha em casa, usei apenas natas e ficou muito bom.
Para além de ser delicioso, este prato constitui uma excelente alternativa às proteínas animais.
Sabia que combinando leguminosas (como o grão) com cereais (como o arroz), a sua refeição terá proteínas completas (mas de origem vegetal) que podem substituir as proteínas animais sem problema? Não sou vegetariana mas achei interessante de mencionar esta informação ;-)



- 1 lata grande de grão (cozido)
- 1 pacote de natas
- 1 mão cheia de espinafres (ou 2 se gostar)
- 1/4 de cebola picada
- 1 colher de sobremesa de gengibre picado
- 1 colher de sopa de azeite
- 2 colheres de sobremesa de caril em pó
- sal e pimenta

Refogue a cebola com o gengibre durante 1 ou 2 minutos. Não deixe dorar demasiado, é mesmo só para libertar os aromas.
Junte o grão e as natas, misture, tempere com o caril, sal e pimenta e deixe cozinhar durante 5 minutos.
Junte os espinafres, misture bem e deixe cozinhar durante 10 minutos (ou até as natas obterem a consistência desejada), mexendo de vez em quando.
Retire do lume e deixe reposar durante alguns minutos antes de servir com arroz (de preferência arroz basmati ou outro arroz asiático).

domingo, 23 de abril de 2017

Rolo de carne recheado

Como sabem, ando sempre à procura de novas receitas para fugir da rotina e dos pratos habituais.
Desta vez andava à procura de uma receita com carne picada e encontrei esta no site do Pingo Doce (https://www.pingodoce.pt/escola-de-cozinha/tecnicas/como-fazer-rolo-de-carne/) e ficou uma delicia!



- 1kg de carne picada (usei 500g de carne de vaca e 500g de porco)
- 1 ramo de salsa picada (opcional)
- 9-12 fatias de queijo fatiado (dependendo do tamanho do rectangulo que formar com a carne)
- 9-12 fatias finas de fiambre 
- 1 chouriço
- 10 fatias de bacon
- sal e pimenta

Préaqueça o forno a 180°C.
Tempere a carne com sal e pimenta (e misture com a salsa picada, se gostar).
Estenda uma grande folha de pelicula aderente e espalhe a carne por cima da pelicula, formando um rectangulo. Corte o chouriço em tiras, no sentido do comprimento.
Cubra a carne com as fatias de fiambre e as fatias de queijo, terminando com as fatias de chouriço.
Enrole cuidadosamente a carne, com a ajuda da pelicula.
Cubra o rolo de carne com as fatias de bacon.
Leve ao forno a 180°C durante 1 hora.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Nova receita de massa de pizza

Olá a todos!

Tenho hoje uma nova receita de massa de pizza a apresentar-vos!

Experimentámos fazê-la no nosso robot de cozinha e o resultado é óptimo. Já repetimos a experiência várias vezes e garanto-vos que funciona mesmo bem. É muito mais rápido do que amassar à mão.

Encontrei a receita aqui: http://www.750g.com/pate-a-pizza-au-robot-a10471.htm


- 325g de farinha
- 100ml de água morna (mas não quente)
- 100ml de leite morno (mas não quente)
- 5g de fermento seco para pão (ou 10g de fermento de padeiro fresco)
- 1/2 colher de sobremesa de sal


Misture a água com o leite e meta metade do liquido no recipiente do robot de cozinha.
Meta agora a farinha e termine pelo liquido restante.
Adicione o fermento e o sal mas tendo o cuidado de separar os dois ingredientes.
Bata a preparação no robot, com o gancho de amassar, durante 4 minutos a velocidade lenta, até a massa se descolar do recipiente.
Retire o recipiente, cubra com filme alimentar e deixe levedar durante 1h (ou até a massa dobrar de volume).
Retire o filme e tenha o cuidado de descolar a massa progressivamente, dobrando a parte exterior para o interior com o punho fechado, para libertar as bolas de ar que se formaram.
Abra a massa com um rolo e recheie a seu gosto.
Leve a forno bastante quente (230°C) durante aproximadamente 5 minutos.
Bom apetite!

Couves de Bruxelas salteadas com bacon

Para mudar um pouco dos acompanhamentos habituais, faço às vezes esta receita bem simples, que acompanha muito bem qualquer prato de carne ou peixe.



- 200g de couves de Bruxelas
- 100g de bacon em cubos
- 1 chalota (ou 1/2 cebola) picada
- 1 colher de sopa de azeite
- sal e pimenta

Retire a base das couves, corte-as ao meio e coza em água salgada durante 5 minutes. Escorra e reserve.
Frite o bacon numa frigideira e retire o excesso de gordura.
Junte as couves, tempere com sal e pimenta, regue com o azeite e salteie durante alguns minutos até as couves estarem douradas.
Sirva de imediato.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Pataniscas de bacalhau

Este é um dos meus pratos favoritos da nossa gastronomia portuguesa. É um prato que se pode comer quente ou frio, para entrada ou prato principal, e que em geral é sempre muito apreciado, mesmo pelas crianças!

Inspirei-me da receita que encontrei aqui: http://lifestyle.sapo.pt/sabores/receitas/pataniscas-de-bacalhau-com-arroz


- 12 colheres de sopa de farinha bem cheias
- 4 ovos
- 800g de bacalhau desfiado
- metade de um ramo de salsa 
- 2 cebolas picadas
- sal e pimenta
- 2 ou 3 colheres de sopa de água ou de leite

Demolhe o bacalhau em água fria durante 4 horas, mudando a água a cada hora.
Misturar a farinha com os ovos e 2 ou 3 colheres de água (ou de leite) até obter uma massa consistente mas cremosa. 
Junte o bacalhau cortado em pedacinhos, as cebolas picadas e a salsa picada. Misture bem e tempere com sal e pimenta a seu gosto.
Frite colheradas desta massa em óleo bem quente, aproximadamente 3 minutos de cada lado.
Escorra bem e sirva com o acompanhamento da sua escolha.