segunda-feira, 28 de maio de 2018

Espargos verdes salteados


Adoro os produtos locais e sou uma grande adepta deste modelo de consumo que estimo ser mais sustentável, justo e saudável.

Em geral, tento sempre comprar fruta e legumes locais e de estação, dentro do possível, claro.

Os espargos verdes são um bom exemplo porque compro exclusivamente os que são cultivados aqui no Québec, ou seja, consumo-os apenas na Primavera e no início do Verão, quando estão disponíveis.

Foi então com muito entusiasmo que cozinhei estes espargos verdes, os primeiros deste ano!

Costumo cozê-los e servi-los com molho holandês mas desta vez apetecia-me uma receita mais simples e menos pesada.

Depois de ter visto varias fotos nas redes sociais, decidi preparar esta que foi bastante simples e mesmo saborosa.

Foi o acompanhamento ideal para os cordons-bleus que tinha programado para o jantar desse dia :)




- 2 molhos de espargos verdes
- 1 colher de sopa de manteiga
- sal e pimenta
- parmesão ralado

Corte a base dos espargos, mais ou menos a 2 cm, visto que esta parte é muito fibrosa e difícil de comer.
Retire também as "escamas".
Coza-os em água durante 7 minutos (4-5 se forem espargos fininhos) e escorra.
Mergulhe os espargos em água fria para conservar a cor viva.
Corte os aos pedaços e reserve.
Derreta a manteiga numa grande frigideira e quando estiver quente, junte os espargos.
Vá salteando durante 2 minutos.
Desligue o lume e tempere com sal e pimenta.
Polvilhe com o parmesão e sirva imediatamente.

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Bolo de chocolate e mascarpone

Pertenço desde pouco ao grupo Facebook "Cantinho das cozinheiras" e participei pela primeira vez no desafio "A cozinhar com...", que consiste em fazer uma receita (à escolha) do blog selecionado (que pertence a um dos membros).

É uma forma bastante simpática de experimentar novas receitas e de conhecer novos blogs e novas cozinheiras :)
O blog escolhido para este mês foi o da Sara Silva: https://www.facebook.com/Les-gourmandises-de-Sara-792510067537949/

E escolhi esta receita porque somos grandes apreciadores de chocolate:
https://www.facebook.com/792510067537949/photos/a.792530924202530.1073741830.792510067537949/1484316195023996/?type=3&theater 

E foi uma ótima escolha: o bolo foi um sucesso e estava realmente delicioso.

Obrigada Sara! ;)





Para o bolo:
- 200g de chocolate preto
- 250g de mascarpone (a temperatura ambiente)
- 4 ovos 
- 75g de açúcar em pó
- 40g de farinha


Para a cobertura:
- 100g de chocolate preto 
- 50g de manteiga


Preparação do bolo:
Derreta o chocolate no micro-ondas ou em banho-maria. Eu derreto sempre no micro-ondas: adiciono 2 colheres de sopa de água e aqueço durante 1 minuto a potência baixa/média. Verifico sempre a meio para ter a certeza que não está a queimar.

Pré-aqueça o forno a 160C.

Bata o mascarpone durante alguns instantes. Adicione o chocolate e misture bem.
Junte os ovos, um por um, batendo entre cada adição.
Termine com o açúcar e a farinha e misture bem.

Forre o fundo de uma forma redonda (com uma circunferência de 22 cm) com uma folha de aluminio ou de papel vegetal. Utilizei uma forma com fundo amovível.

Encha a forma com a massa do bolo e leve ao forno durante 25 minutos. O centro do bolo ainda estará mole e é normal.

Deixe arrefecer completamente e retire o bolo da forma.

Prepare agora a cobertura:
Derreta o chocolate e a manteiga no micro-ondas (1 minuto a potência média mas vá sempre verificando para ter a certeza que não está a queimar).

Deixe reposar durante 5 minutos para obter uma consistência mais cremosa.

Cubra o bolo com esta cobertura e, se preferir, use um garfo para fazer alguns riscos de decoração.

Deixe reposar no frigorifico durante um mínimo de 2 horas.

Tire do frigorifico 20 minutos antes de servir.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Molho Ranch

Bom dia ;)

Como devem saber, aqui no Canadá (e também nos Estados-Unidos) os molhos "dip" são muito populares para servir em aperitivo com legumes crus.

Depois de provar vários molhos que comprava em vários supermercados, não consegui encontrar nenhum que fosse ao nosso gosto.

Até que resolvi procurar uma receita para fazer um molho em casa.

Excelente ideia! Devia ter feito isto mais cedo porque este molho ficou espetacular! ;)

Inspirei-me de várias receitas e fotos que vi na Internet e saiu esta que vos apresento hoje.

Podem ajustar as proporções do iogurte e da maionese segundo a vossa preferência. Até vi receitas que só contêm iogurte grego.

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Cogumelos portobello recheados no forno

Bom dia a todos! :)

Ainda nunca tinha provado os grandes cogumelos Portobello. Fiquei mesmo contente com o resultado desta receita e achei-os realmente deliciosos.

Inspirei-me da receita da Ana Rama, no grupo Facebook "Cantinho das Cozinheiras". Obrigada Ana! :)

Uma receita fácil de fazer e muito versátil, que se poderá adaptar a outros ingredientes.


- 4 cogumelos Portobello
- 4 fatias de tomate
- 4 fatias de queijo mozzarella
- 200g de pancetta em cubos (ou bacon)
- 4 colheres de sopa de polpa de tomate
- 1 colher de sopa de natas
- pimenta e óregãos
- 1/2 cebola
- 1 dente de alho


Limpe os cogumelos com um pincel de cozinha ou com um pano, para retirar os resíduos de terra.
Retire os pés dos cogumelos e corte-os aos pedacinhos. Reserve.
Disponha os cogumelos num grande tabuleiro (a parte redonda para baixo).

Refogue a cebola e o alho picados em azeite e junte a pancetta e os pés dos cogumelos.
Misture e deixe refogar durante alguns minutos.
Junte a polpa de tomate e as natas, e tempere com a pimenta e os óregãos.
Deixe cozinhar durante aproximadamente 5 minutos.

Préaqueça o forno a 200°C.

Recheie os cogumelos com o refogado que preparou e cubra com uma rodela de tomate e uma rodela de mozzarella.

Leve ao forno durante 20-25 minutos.


terça-feira, 8 de maio de 2018

Panquecas de aveia e amêndoa

Olá a todos :)

Hoje trago-vos uma receita de panquecas saudáveis, mais leves e digestas que as tradicionais mas tão saborosas e fáceis de realizar.

Encontrei a receita num blog que já sigo há vários anos com muito prazer: http://paracozinhar.blogspot.ca/2015/01/panquecas-de-aveia-e-amendoa.html

Adorei o resultado e vou repetir esta receita mais vezes.



- 1/2 chávena de farinha de aveia (triturei flocos de aveia)
- 1 ovo
- 1/2 chávena de leite de amêndoa (ou outro leite)
- 1/2 chávena de farinha de amêndoa (triturei amêndoas inteiras)
- 1 colher de sopa bem cheia de iogurte natural
- 1 colher de chá de fermento em pó

Misture todos os ingredientes até obter uma massa homogénea sem grumos.
Aqueça bem uma frigideira pequena e verta uma concha de massa.
Deixe dorar bem e espere até se formarem bolhinhas na massa.
Vire a panqueca com cuidado e deixe dorar mais alguns instantes.
Repita a operação até esgotar a massa.
Acompanhei com xarope de ácer (maple syrup) mas pode escolher o que quiser.


domingo, 6 de maio de 2018

D21 nas sementeiras

Como prometido, aqui estão as nossas sementeiras depois de 3 semanas :)

Os rebentos já estão bem crescidos!

Alguns têm tendência a deixar-se cair porque crescem um pouco mais rápido que os outros e depois não aguentam o seu próprio peso. Para ajudá-los, instalámos uns pauzinhos de madeira e para outros, até tivemos que tirá-los e voltá-los a instalar, enterrando um pouco mais profundamente.





quinta-feira, 3 de maio de 2018

Crepes

Ora aqui está uma receita apreciada de todos.

É uma receita que já faço já bastante tempo mas notei que ainda não a tinha publicado aqui.

É muito simples de fazer e dá sempre certo.


- 250gr de farinha

- 4 ovos

- 0,5 l de leite

- 50gr de manteiga derretida

- 1 pacotinho (ou 1 colher de sopa) de açúcar baunillhado

- 1 colher de sopa de rhum ou de aguardente de fruta (maçã ou pêra)

Misture primeiro a farinha, o açúcar e os ovos.
Junte em seguida a manteiga e misture bem.
Adicione progressivamente o leite e vá sempre batendo para não formar grumos.
Termine com o rhum ou a aguardente.
Deixe reposar 30 minutos.
Use uma frigideira antiaderente para fritar os crepes. Em geral, uso uma conha para cada crepe e tento espalhar por toda a frigideira.
Espera-se apenas alguns segundos e quando nota que as bordas começam a ficar douradas e a desprender-se, vire o crepe com uma espatula.
Deixe cozinhar durante alguns segundos e retire para um prato.
Repita a operação até esgotar a massa.


quarta-feira, 2 de maio de 2018

Tarte de ruibarbo

Hoje trago-vos uma receita de tarte que apreciamos muito aqui em casa e que já faço há vários anos.

Tirei a receita do livro de cozinha luxemburguês "Ketty Thull".

A receita da massa é infalível e funciona sempre muito bem.

Pode usar esta receita para outra fruta: maçãs, pêras ou ameixas.


Para a massa:
- 250g de farinha
- 125g de manteiga
- 3g de sal
- 1 ovo
- 50g de açúcar
- 4cl de água

Para o recheio:
- 200/300g de ruibarbo (já descascado e cortado em cubos)
- 200ml de natas
- 2 ovos
- 100g de açúcar


Para a massa:
Meta a farinha num grande recipiente e faça um buraco no centro, onde vai pôr os outros ingredientes.
Misture os ingredientes com as pontas dos dedos e incorpore-os progressivamente na farinha.
Assim que a massa formar uma bola homogénea, páre de trabalhar a massa e tape com pelicula aderente ou um pano limpo. Deixe reposar no frigorífico durante 20 minutos.

Durante esse tempo, misture bem as natas, os ovos e o açúcar.

Retire a massa do frigorifico e estenda-a numa forma para tartes que seja bastante grande.

Encha com o ruibarbo e cubra com as natas.

Leve a forno préaquecido a 200°C durante 25-35 minutos.

Deixe arrefecer antes de desenformar.